Como Configurar o Google Alerts em apenas 3 passos

Nesse artigo vou explicar como eu faço para configurar o Google Alerts e porque essa ferramenta é tão importante na minha estratégia.

E, vou te mostrar 5 formas que eu uso o Google Alerts no Doutor Multas para crescer o nosso negócio e ser uma referência no nosso mercado.

Como configurar o Google Alerts (e usá-los para expandir seu negócio):

  • O que é o Google Alerts?
  • Por que você deve usar o Google Alerts
  • Como configurar o Google Alerts (Apenas 3 passos)
  • Otimize seus alertas
  • 5 maneiras de expandir seu negócio com o Google Alerts

Eu tenho usado desde 2015 a usar o Google Alerts, quem me mostrou essa ferramenta incrível foi o Fabricio Almeida, especialista na nossa equipe. 

Como Configurar o Google Alerts em apenas 3 passos
Como Configurar o Google Alerts em apenas 3 passos

Você vai ver que é muito simples configurar. Mas, ao mesmo tempo, pode gerar oportunidades incríveis para o seu negócio. 

Estou sempre à frente, com conteúdo super atualizado e escrevendo para muitos lugares, por usar muito bem o Google Alerts.

E, você pode fazer o mesmo para crescer o seu negócio.

O Google Alerts pode ajudar você a ter ideias, monitorar menções à marca, criar links, rastrear tendências do setor e muito mais. O melhor de tudo: é totalmente gratuito.

O que é o Google Alerts?

 O que é o Google Alerts?
O que é o Google Alerts?

O Google Alerts é uma ferramenta gratuita do Google que envia notificações, permitindo que você saiba quando termos específicos são mencionados na internet. Basicamente, eles permitem que você monitore constantemente os resultados do Google para uma consulta específica.

Você pode receber o Google Alerts por e-mail. Veremos exatamente como configurar o Google Alerts em um momento, mas antes de fazermos, vamos examinar alguns grandes motivos para começar a usar o Google Alerts.

Por que você deve usar os Alertas do Google?

Por que você deve usar os Alertas do Google?
Por que você deve usar os Alertas do Google?

O Google Alerts é uma ferramenta fantástica. Ele permite que você monitore qualquer palavra-chave desejada.

É totalmente gratuito, por isso, mesmo que você tenha acabado de começar seu negócio, é acessível. Você só precisa de uma conta (gratuita) do Google, que provavelmente já possui.

Além disso, o Google Alerts coloca as informações ao seu alcance, trazendo insights de negócios, ideias para postagens em blogs e muito mais.

Agora, vamos começar a criar seu primeiro alerta. Você ficará surpreso com a rapidez do processo de configuração do Google Alerts, leva apenas alguns segundos. 

Agora, vamos mergulhar neste processo:

Como Configurar Alertas do Google

Etapa 1. Crie seu primeiro Alerta do Google

Primeiro, faça login em sua conta do Google e vá para google.com/alerts .

Você verá a página inicial do Google Alerts, onde poderá simplesmente digitar o termo de pesquisa (palavra-chave) que deseja usar para o seu alerta.

 Crie seu primeiro Alerta no Google Alerts
Crie seu primeiro Alerta no Google Alerts

Em seguida, clique no botão Criar Alerta. Você verá seu alerta listado assim:

 Criar Alerta no Google Alerts
Criar Alerta no Google Alerts

É isso! Você configurou um Alerta do Google.

Etapa 2. Edite seu Alerta do Google

Para editar o seu Alerta do Google, você simplesmente precisa clicar no ícone de lápis ao lado dele. Isso permite que você altere as configurações padrão.

(Você também pode acessar essas configurações ao criar o alerta, clicando no link “Mostrar opções”.)

Edite seu Alerta do Google
Edite seu Alerta do Google

As diferentes opções que você pode escolher são as seguintes:

Com que frequência você recebe um Alerta do Google:

  • Como acontece
  • No máximo uma vez por dia
  • No máximo uma vez por semana

Fontes para seus alertas:

  • Automático
  • Blogs
  • Notícias
  • Vídeos
  • Livros
  • Discussões
  • Finanças

Como você pode ver, a mídia social não é uma opção, então você precisará usar outras ferramentas como o Buzzsumo para monitorar menções à marca e similares nas mídias sociais.

Idioma: a maioria dos idiomas está disponível

Região: a maioria das regiões estão disponíveis

Quantos:

  • Apenas os melhores resultados
  • Todos os resultados

Entregar para:

  • Seu endereço de email
  • feed RSS

Etapa 3. Configurar mais alertas do Google

Configurar mais alertas do Google
Configurar mais alertas do Google

Você pode continuar configurando quantos alertas quiser. Você os verá listados na página inicial dos Alertas do Google:

Você já sabe como definir um Alerta do Google a partir da Etapa 1, então basta repetir o processo novamente. Você pode querer definir Alertas do Google para coisas como:

  • Seu próprio nome
  • Sua marca
  • As marcas de seus concorrentes
  • Nome (s) do (s) seu (s) produto (s)
  • Seu (s) nome (s) de serviço
  • Principais tópicos do seu negócio

Seus alertas chegarão em sua caixa de entrada assim:

Se for um termo muito usado, você terá uma lista (geralmente longa) de resultados. Se você tiver vários resultados, eles serão divididos em seções, como “Notícias” e “Web”, da seguinte forma:

Cada alerta incluirá o título da peça e um pequeno trecho para ajudar a fornecer mais contexto sobre a menção. Você pode clicar no título de um trecho individual para visualizar o conteúdo completo.

Otimize seus alertas (para melhores resultados)

Mesmo a configuração de alguns alertas usando as configurações padrão deve ser muito útil para você. No entanto, eu faço alguns passos extras para aproveitar ainda mais os alertas.

Veja como usar o Google Alerts se quiser aproveitá-lo ao máximo:

  • Selecione “todos os resultados” em vez de “melhores resultados” para consultas que não retornam muitos resultados : seu nome ou marca, por exemplo, pode não ser mencionado muito online se você for um novo negócio.
  • Deixe seu alerta definido como “melhores resultados” padrão para palavraschave populares : se você estiver monitorando a palavra-chave “marketing digital”, por exemplo, todos os resultados levarão a uma lista enorme e incontrolável.
  • Defina seus alertas para serem enviados “no momento em que acontecem” para consultas que você deseja monitorar em tempo real : por exemplo, você pode querer ficar de olho nas menções de seus produtos ou serviços, para que possa responder rapidamente a avaliações (ou reclamações).
  • Crie um filtro no Gmail para seus Alertas do Google, para que você possa visualizá-los facilmente : Você pode marcá-los como “Alerta do Google” quando chegarem ou até mesmo encaminhá-los automaticamente para outra pessoa de sua equipe.
  • Clique no link “Sinalizar como irrelevante” se aparecer um alerta que não seja relevante para o seu termo de pesquisa : Isso pode ajudar a reduzir alertas irrelevantes semelhantes que serão enviados a você no futuro.
  • Inclua erros de ortografia comuns em seu termo de pesquisa : por exemplo, se seu nome é “João Silva”, mas as pessoas costumam escrevê-lo como “Joao Silva”, você deve usar os dois como alertas separados.
  • Use aspas em torno de termos de pesquisa com várias palavras : se você achar que está recebendo muitos alertas para artigos que incluem duas pessoas diferentes chamadas “João” e “Silva”, então você vai querer atualizar seu alerta para que “João Silva” esteja entre aspas.
  • Continue adicionando novos alertas conforme você pensa neles : ao lançar um novo produto ou serviço, você pode criar um novo alerta para seu nome. O Google Alerts permite que você tenha até 1.000 alertas.
  • Ajuste seus alertas conforme necessário : se um alerta específico não parece estar obtendo nenhum resultado, por exemplo, você pode precisar mudá-lo de “melhores resultados” para “todos os resultados”. É muito rápido e fácil editar seus alertas: basta ir à página inicial dos Alertas do Google para gerenciá-los.
  • Pense em quais fontes de alertas você deseja incluir (se estiver usando uma palavra-chave mencionada com frequência) : por exemplo, você pode querer incluir apenas alertas de notícias do Google em seu blog focado em notícias ou pode querer apenas rastrear os resultados de livros para um trabalho acadêmico em que você está trabalhando.

Lembre-se, porém, de que não existe uma maneira certa ou errada de usar os Alertas do Google – contanto que eles trabalhem  para você e não adicionem mais confusão aos seus esforços. Se chegarem a ser um pouco exagerados, você tem o poder de controlar o alcance e a frequência dos alertas que receberá.

5 maneiras de usar o Google Alerts que pode ajudar a expandir seu negócio

5 maneiras de usar o Google Alerts
5 maneiras de usar o Google Alerts

O Google Alerts é uma ferramenta fantástica. Ele permite que você monitore qualquer palavra-chave desejada (e defina as configurações para não ficar sobrecarregado com os resultados).

Para ajudar a inspirar você no caminho para o crescimento do seu negócio, aqui estão algumas maneiras de implementar a ferramenta e encontrar oportunidades:

  1. Nunca fique sem ideias: use os alertas para monitorar palavras-chave em seu nicho permitindo que você fique por dentro das últimas notícias e tendências. Por exemplo, no mundo jurídico, você pode querer configurar um alerta para “LGPD” para ficar atento a anúncios, atualizações importantes e muito mais que possam ajudar a alimentar ideias criativas de postagens que você deveria cobrir.
  1. Identifique menções vinculadas a você, sua marca, seus produtos ou serviços : as pessoas podem mencioná-las sem criar um link para o seu site – o que é uma grande oportunidade de obter um backlink fácil. Basta enviar um e-mail ao proprietário / editor do site e perguntar. 
  1. Encontre oportunidades de artigos e guest post: algum de seus concorrentes parece estar em todos os lugares? Você pode ficar de olho nas postagens para identificar sites que você pode começar a enviar seus artigos e encontrar oportunidades de parceria.
  1. Responda às perguntas do seu nicho : Talvez alguém esteja postando no blog sobre um problema que está tendo – você pode passar por aqui e deixar um comentário para ajudar. Ou, se você vir uma pergunta frequente, pode escrever sobre no seu blog. O conteúdo que você cria provavelmente será popular se você estiver respondendo a uma dúvida que muitas pessoas têm.
  2. Monitore seus concorrentes : isso permite que você veja o que as pessoas estão dizendo sobre eles – o que é bom e o que é ruim! Também pode apontar onde estão recebendo a atenção da imprensa, quem está falando sobre eles e muito mais.

No final do dia, ficar de olho nos tópicos, tendências e termos relevantes dentro do nicho do seu negócio criará oportunidades para você colaborar com jornalistas, dar conselhos em outros sites e muito mais.

Resumo sobre como configurar o Google Alerts

Leva apenas alguns segundos para aprender como configurar o Google Alerts e criar seu primeiro alerta. Tudo o que você precisa fazer é fazer login em sua conta do Google (se ainda não estiver conectado) e ir para google.com/alerts.

Em seguida, basta digitar seu nome – ou o que quiser usar para o primeiro alerta – e clicar em “Criar Alerta”.

É realmente fácil.

Não se preocupe se não tiver certeza de quais palavras-chave acompanhar ou quais configurações usar.

Basta configurar alertas para seu nome e marca e partir daí.

Em seguida, você pode continuar configurando mais alertas para ter mais ideias, encontrar oportunidades de guest post, descobrir perguntas comuns que você pode responder para se posicionar como especialista no assunto, ver o que seus concorrentes estão fazendo e muito mais.

Obviamente, os alertas são apenas uma ferramenta que você pode usar para fazer seu negócio crescer. 

Pronto para configurar o Google Alerts e expandir seu negócio? Comente abaixo qual o seu negócio e o que pretende monitorar. Vou adorar saber mais sobre o seu projeto 🙂

saraiva autor info

Gustavo Saraiva

É empreendedor digital, investidor e cofundador do Doutor Multas, sócio do Âmbito Jurídico e sócio da Evah. É colunista do UOL, JUS, Icarros e escreve para dezenas de portais, revistas e jornais.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *