Como obter mais tráfego do Google em 2021

Gerar o tráfego orgânico do Google está cada vez mais difícil. Mas, nesse artigo vou te mostrar novas formas de aumentar os acessos do seu site.

Estou usando essas estratégias e estão gerando muito resultado para meus sites.

Como obter mais tráfego do Google em 2021

A competição orgânica e os orçamentos de SEO estão crescendo rapidamente enquanto o Google apresenta novos elementos de busca que desviam os pesquisadores dos resultados orgânicos.

Fazer com que seu site tenha uma boa classificação requer mais tempo e esforço do que 6 anos atrás quando comecei.

Mas e se eu disser que você pode aumentar seu tráfego de pesquisa orgânica sem aumentar seu ranking?

Parece impossível?

Bem, na verdade é bem possível. 

Você pode aumentar o tráfego orgânico de seu blog aumentando a taxa de cliques para suas posições atuais, ou seja, tornando seus snippets de pesquisa mais clicáveis.

1. Crie títulos irresistíveis

Eu sei que é mais fácil falar do que fazer. Todo mundo diz que seus títulos devem ser poderosos, mas o que exatamente isso significa?

Na maioria das vezes, os títulos das páginas são o que o Google usa para criar a parte mais proeminente do snippet de pesquisa, ou seja, sua parte clicável:

titulos irresistiveis

 Vou resumir algumas coisas que mais importam quando se trata dos snippets de pesquisa do Google:

  • Coloque a parte mais poderosa do título primeiro.
  • Tente torná-los mais curtos. Há muito tempo, a melhor prática de SEO é manter seus títulos entre 15 e 40 caracteres. Recomendo títulos de até 55 caracteres.
  • Finalmente, formule seu título como uma pergunta. Segundo o Brian Dean, títulos em um formato de perguntas atraem 14,1% mais cliques do que aqueles que não têm uma pergunta.

Outra boa fonte de inspiração para perguntas são as caixas “As pessoas também perguntam” do Google, que contêm perguntas relevantes para sua consulta de pesquisa atual.

Novamente, não há uma receita única aqui (caso contrário, todos a teriam usado até que ela perca a eficácia). 

Use ideias diferentes e veja qual deles oferece melhores resultados. 

Existem vários plugins do WordPress que permitem que você faça teste A/B de seus títulos para chegar a um mais eficaz.

2. Crie meta-descriptions

As meta descrições são frequentemente (nem sempre) usadas pelo Google para criar a descrição da página que aparece abaixo do título no snippet de pesquisa:

meta descricao 1

Geralmente, vários estudos afirmam que as meta descrições ajudam na clicabilidade orgânica porque você pode torná-las o mais atraentes possível. 

Em SEO, quanto mais coisas você controla, melhor.

Resumidamente:

  • Seja conciso: cerca de 3 frases são suficientes
  • Inclua palavras-chave e seus sinônimos (estarão em negrito na pesquisa)
  • Faça perguntas na sua meta descrição também

Você pode visualizar a aparência do título e da meta descrição na pesquisa usando o Site Checker:

image 111

3. Mantenha seu conteúdo atualizado

Esta é outra tarefa desafiadora aqui. Para muitas consultas (especialmente aquelas que merecem atualização), o Google mostra datas dentro do snippet de pesquisa:

artigos atualizados

Veja que em último está um artigo de 2015. Provavelmente são dicas desatualizadas.

Sem dúvida, nos dias de hoje impacta o CTR. Como um usuário de pesquisa, geralmente encontro meus olhos atraídos para uma data mais recente.

O Google tira essa data diretamente da página. Quando há muitas datas na página, a escolha do Google costuma ser a data mais importante, mas costuma ser aleatória.

As duas grandes conclusões aqui são:

  • Mantenha suas datas atualizadas em cada artigo
  • A melhor ideia é ter apenas uma data para evitar que o Google puxe errado

É, novamente, mais fácil falar do que fazer. Como manter TODO o seu conteúdo atualizado? Devemos mudar as datas nas postagens do blog?

De acordo com as diretrizes do Google, simplesmente alterar a data sem uma edição “substancial” é uma tática pobre e manipuladora. 

Embora não tenha havido penalidades direcionadas aos blogs que fazem isso, também pode haver um risco. Como não tenho ideia se é seguro ou não, não vou sugerir fazer isso aqui.

O que eu sugiro é ficar de olho em seus artigos de maior tráfego e atualizá-los uma vez por ano ou quando sair uma atualização grande. 

O Search Console do Google é seu melhor amigo para identificá-los. 

Faça login no Search Console do Google, prossiga para o relatório “Desempenho” e clique na guia chamada “Resultados da Pesquisa”:

image 112

Esta é a lista de páginas a serem observadas. Você pode exportar a lista para um arquivo Excel.

Depois de saber quais artigos podem precisar de uma atualização:

  • Verifique se há links quebrados
  • Altere a data de publicação
  • Atualize as capturas de tela
  • Remover informações desatualizadas
  • Reenvie imagens para seus URLs para ter uma data mais recente

Não sei exatamente o que é atualização “substancial”, mas nunca é demais adicionar um ou dois parágrafos mencionando ferramentas mais recentes ou incluindo novos dados.

Além disso, incorpore um vídeo mais recente

Um dos movimentos mais recentes do Google é mostrar uma data que eles extraíram de um vídeo que está embutido em um artigo. 

Agora, isso pode dar errado rapidamente, especialmente quando você incorpora um vídeo mais antigo ou mantém um vídeo mais antigo após atualizar você mesmo um artigo.

Se você notar que seu CTR está diminuindo, verifique se essa data pode estar causando um problema.

Neste ponto, você tem três opções:

  • Remova o código do vídeo
  • Reenvie o vídeo antigo para uma nova data (observe que isso quebrará os links para o seu vídeo antigo, se houver)
  • Crie um novo vídeo, que provavelmente é a melhor opção.

4. Gerar índice na página

Geralmente, quanto mais links clicáveis ​​você consegue gerar em seu snippet de pesquisa, mais cliques ele pode potencialmente atrair. 

Um índice clicável na página pode ser realmente útil.

Esses links são criados usando as chamadas âncoras HTML, que são fáceis de criar. 

Embora existam plugins do WordPress que podem gerar esse índice analítico automaticamente para você, pode ser melhor criá-los manualmente. 

Você pode jogar com os dois e ver por si mesmo.

5. Use Schema.org

O Google oferece suporte a várias marcações de esquema que ajudam os criadores de conteúdo a criar snippets de pesquisa “aprimorados” que contêm mais dados do que o link padrão + descrição. 

Esses snippets “ricos” sempre se destacam na pesquisa e geralmente fornecem links clicáveis ​​extras para os usuários clicarem.

Aqui estão alguns tipos de esquema que você pode querer começar a utilizar:

5.1. Schema de FAQ

Um dos mais novos tipos de Schema suportados, este ainda é o mais fácil de obter. 

Não há restrições sobre onde você pode usá-lo, contanto que você tenha mais de duas perguntas respondidas em uma página. 

O rich snippet inclui uma lista de perguntas extraídas de uma página. 

Cada pergunta pode ser expandida para revelar uma resposta:

image 113

Você pode implementar esse esquema usando o Ultimate Blocks ou um plugin de esquema de FAQ dedicado, como este plugin .

5.2 Reveja o Rich Snippet

Este parece o mais bonito nas pesquisas, mas também é o mais questionável. Este rich snippet é aprimorado por uma avaliação com estrelas e também pode incluir o nome do revisor. 

Oficialmente, o Google permite adicionar essa marcação aos seguintes tipos de conteúdo:

  • Aplicativo de software (ferramenta)
  • Livro
  • Curso
  • Evento
  • Como
  • Filme
  • Receita

Eu me refiro a este rich snippet como questionável porque o Google tem um histórico de penalizar sites que não estão seguindo suas diretrizes (que às vezes também mudam). 

Em outras palavras, se você estiver revisando uma ferramenta, precisará usar o esquema do aplicativo de software para designar claramente esta página como uma revisão.

Isso é algo que poucos blogueiros fazem, e algumas penalidades já foram registradas. 

Para ser claro, essas penalidades não afetaram as posições orgânicas das páginas afetadas. Eles apenas perderam seu rich snippet. 

Esta é a aparência do rich snippet na pesquisa:

image 114

Tive boa sorte ao conseguir que as pessoas possam votar no conteúdo.

5.3. Esquema Como fazer

Este rich snippet gera algumas informações adicionais sobre como concluir um determinado tutorial. 

Pode incluir várias etapas, bem como o tempo e os instrumentos necessários. 

Pode funcionar em praticamente qualquer tutorial:

image 115

Quando você clica, aparece assim:

snipped google

O Plugin Yoast pode ajudar a adicionar este esquema aos seus tutoriais.

6. Adicionar tabelas

Finalmente, este é provavelmente um dos truques menos discutidos por aí: o Google adora conteúdo estruturado como uma <tabela>. 

Freqüentemente, eles pegariam parte dessa tabela e mostra nos resultados da pesquisa. 

Esses resultados de pesquisa são chamados de “snippets estruturados” e atraem a atenção por serem mais longos e ousados ​​do que os snippets de pesquisa padrão:

tabela google

Existem muitas outras maneiras de usar tabelas e gráficos do que você imagina. 

Você não precisa organizar muitos dados para poder usar uma tabela. 

Você pode criar um resumo rápido ou visão geral das ferramentas listadas para criar uma tabela. 

Veja aqui um exemplo:

Em resumo: como tornar os resultados da pesquisa mais clicáveis?

MétodoPorque funciona
Crie títulos que convidem a cliquesO título é o elemento mais proeminente de um snippet de pesquisa. Também é clicável.
Mantenha seu conteúdo atualizadoO Google puxa as datas de publicação para trechos de busca e os pesquisadores provavelmente escolherão um resultado com uma data mais recente.
Adicionar índice clicávelO Google costuma usar HTML âncora para criar mini sitelinks para um snippet de pesquisa. Esses são links extras que os pesquisadores podem clicar para acessar uma parte específica de seu artigo.
Use Schema.orgO Google usa marcação estruturada para gerar “rich snippets”, ou seja, snippets de pesquisa aprimorados com dados adicionais, como avaliações com estrelas, perguntas frequentes e etapas para concluir um tutorial. Todos esses rich snippets se destacam e atraem a atenção.
Use tabelasO Google extrai informações de tabelas para criar “snippets estruturados”. Esses snippets parecem mais detalhados e incluem uma fonte mais em negrito, portanto, eles se destacam nas SERPs.

Claro, não há como otimizar trechos de pesquisa para todo o seu conteúdo antigo. 

Portanto, sugiro que olhe primeiro para as suas classificações #2 a #6 e tente melhorá-las.

Além disso, crie o hábito de reavaliar seu conteúdo principal regularmente: faça uma auditoria rápida trimestralmente para ver se há alguma página que precisa de sua atenção.

Otimizar as posições atuais do Google para obter maiores cliques é uma tarefa fácil que vale a pena. 

Além disso, muitos dos métodos acima (como responder a perguntas, adicionar tabelas de resumo, trabalhar em seus títulos, etc.) provavelmente o ajudarão a melhorar sua classificação também, portanto, todos ganham!

saraiva autor info

Gustavo Saraiva

É empreendedor digital, investidor e cofundador do Doutor Multas, sócio do Âmbito Jurídico e sócio da Evah. É colunista do UOL, JUS, Icarros e escreve para dezenas de portais, revistas e jornais.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *