30 dias sem café: veja o que aconteceu

Nesse artigo quero compartilhar com você minhas descobertas em ficar 30 dias sem café.

Vou compartilhar os prós e contras que enfrentei e quais foram os principais benefícios para mim ao fazer esse detox.

A ideia de abandonar o café por 30 dias surgiu quando eu estava – como de costume – acordado até tarde da noite. 

Bebo muitas bebidas com cafeína e comecei a me perguntar se não conseguiria descansar mais sem elas e como seria não ter esse efeito. 

O Experimento de 30 dias sem café

Café no Doutor Multas | 30 dias sem café
Café no Doutor Multas | 30 dias sem café

Quando comecei a trabalhar no Doutor Multas, comecei a passar muitas horas trabalhando, estudando, aprendendo sobre marketing e poucas horas de sono, foi ai que comecei a tomar café realmente.

Foi aqui que minha obsessão por café começou. 

Não foi até recentemente que percebi que tomei café quase todos os dias, desde esses anos da construção da empresa.

A cafeína, como a maioria das coisas, deve ser usada com moderação e com cuidado, e não como um substituto para descansar.

Mas, somado ao café eu também tomava pelo menos 1 litro de chimarrão por dia.

Logo fui substituindo o mate pelo café.

Comecei tomando cafés de péssima qualidade, mas depois que descobri os cafés especiais, passei a gostar ainda mais da experiência.

Eu fiquei encantado com o mundo dos cafés especiais, comprei um moedor, uma máquina de expresso e cafés em grãos de diferentes fazendas.

Café especial da Dude Coffe
Café especial da Dude Coffe | 30 dias sem café

Eu amo a atenção aos detalhes. Eu gosto de sutileza. Gosto de produtos criados intencionalmente. É por isso que adoro coisas como café. 

As variações e os cuidados necessários para cultivar, colher, torrar e preparar os grãos podem levar a um nível infinito de refinamento e variação. 

O café também aproxima as pessoas

Procurar cafeterias e tomar um café expresso tirado perfeitamente faz toda diferença.

Barista Rafael da JV Cafés Especiais
Barista Rafael da JV Cafés Especiais

Vou todas as semanas na JV Cafés Especiais do barista Rafael, que é realmente fantástico.

Mas, ao avaliar meu comportamento pessoal, percebi que havia consumido pelo menos três expressos duplos por dia desde que me lembrava e, honestamente, já não sabia mais como era a vida sem café. 

Talvez as coisas tenham ficado um pouco fora de controle com o café.

Expresso duplo | JV café especiais
Expresso duplo | 30 dias sem café

Não acho que o café seja inerentemente prejudicial à saúde; na verdade, há muitas evidências do contrário, mas estou sempre procurando desafiar minhas próprias crenças em minha vida

Essa busca me levou a perceber que o jejum não é difícil e me faz sentir incrível

Talvez meu consumo de café estivesse tendo consequências indesejadas e eu simplesmente não estava ciente delas.

Sem café por um mês, era a receita. Aqui estão minhas descobertas.

Primeiras percepções dos 30 dias sem café

Eu substitui o café por chá da Evah. Isso era cerca de 1/10 da quantidade de cafeína que eu normalmente bebia e era extremamente delicioso.

Certamente houve um nível moderado de lentidão durante a primeira semana ou mais com a redução significativa do meu nível de cafeína

Isso acontecia principalmente de manhã, e demorava algumas horas para começar a entrar no ritmo.

Outra coisa interessante é a mudança de rotina

Quando você muda qualquer rotina, você vai levar um pouco de choque no sistema. 

Tirar o meu modo automático de doses de café expresso foi o mais difícil.

Foi quando eu mais queria o café, quando fazia parte de uma rotina da qual eu não participava mais. As manhãs eram difíceis por isso.

Não senti tanto problema dos encontros de café com os meus amigos, porque no café do Rafael ele serve os chás da Evah, também.

Evah chás especiais | 30 dias sem café
Evah chás especiais | 30 dias sem café

Além da lentidão moderada na primeira semana e algumas variações na rotina, realmente não havia outras diferenças observáveis ​​no início. 

Após a marca de duas semanas, parecia haver uma espécie de mudança de fase.

Mais consciência do sono

Cerca de duas semanas depois, percebi que um dia me sentia extremamente cansado e preguiçoso à tarde. 

Eu tive que me perguntar o que diabos estava acontecendo? Será que estava com Covid-19?

Felizmente não era o Covid-19. 

Sem café e apenas algumas horas de sono, meu corpo estava realmente me enviando sinais. 

Mais consciência do sono | 30 dias sem café
Mais consciência do sono | 30 dias sem café

Uma grande percepção veio que eu não era capaz de ter nenhuma clareza dos sinais de cansaço. 

Dormi bem à noite, mas ao longo do dia não fui capaz de perceber se precisava apenas descansar e não me esforçar tanto com a intensidade do trabalho.

O café certamente estava bloqueando os sinais que meu corpo estava tentando me dizer.

Excesso de trabalho tem sido uma das minhas lutas pessoais nos últimos anos. 

Tem sido muito fácil para mim, mesmo apoiando meu corpo com yoga, meditação, pilates, nutrição adequada e academia. 

Se eu não tivesse fazendo muitos exercícios e cuidando da dieta, provavelmente já estaria mal de saúde.

Remover a ingestão excessiva de cafeína me ensinou em duas semanas que não é possível ouvir os sinais diários que meu corpo está tentando me transmitir. 

Esta foi a maior chamada para despertar e uma que eu nem havia considerado.

Descansar quando você está cansado geralmente é bom para a sustentabilidade em qualquer coisa que você queira fazer. 

Quem diria? Ser capaz de dizer quando você está realmente cansado é a parte principal disso. Obrigado, corpo.

Estabilização de energia

Também em torno da marca de duas semanas, os níveis de energia eram muito mais estáveis ​​ao longo do dia. 

Em vez de uma quantidade tão louca de intensidade nas horas da manhã e precisando de uma pausa ao entrar na tarde, senti que poderia ir em um ritmo mais razoável durante todo o dia.

A energia estaria estável e alta e, no final do dia, eu estava cansado, mas não como querendo me dar um tiro. 

Novamente, isso parece uma abordagem muito mais sustentável na maioria dos dias.

Pigmentação dos dentes

Percebi que o café e o chimarrão pigmentam muito os meus dentes.

Depois que fiz uma limpeza e o clareamento, pude ver como o café amarela os meus dentes.

Passei a tomar mais água

Passei a tomar mais água | 30 dias sem café
Passei a tomar mais água | 30 dias sem café

Depois de cerca de três semanas, sinto que poderia dizer com muito mais clareza quando estaria com sede. 

Acho que a sede antes era despercebida ou disfarçada de fome. 

Eu me peguei bebendo mais água e beliscando menos comida ao longo do dia. 

Esta é provavelmente uma vitória metabólica a longo prazo para não aumentar o açúcar no sangue, mesmo em pequenas quantidades ao longo do dia.

Mudanças de sono

A maioria das pessoas relata uma mudança ao remover o café e a cafeína de suas vidas. 

Eu sinto que, porque tive tantas outras facetas da minha vida relacionadas e porque leva uma eternidade para processar a cafeína, isso realmente não teve um impacto sobre mim.

O sono durou as mesmas 7-8 horas, como eu normalmente dormiria. O repouso ao acordar e adormecer foi o mesmo de antes. 

Este é mais um testemunho de como a nutrição, o controle do estresse, a rotina e a vida como um ser humano real podem regular e otimizar o sono.

Minhas conclusões depois de 30 dias sem café

Pelo que eu posso dizer, a quantidade de café e cafeína que eu estava consumindo não estava permitindo que meu corpo recebesse os sinais apropriados através do meu cérebro. 

Vivendo um estilo de vida sempre ativo, a última coisa de que preciso é uma quantidade excessiva de estimulantes que confundem os sinais do funcionamento e da regulação normais do corpo.

Já se passou um pouco mais de um mês e ainda não voltei a tomar café. 

Mas, não vou parar para sempre, vou me permitir tomar principalmente por prazer e não por compulsão e rotina.

No resto do tempo, tomo água ou chá da Evah

Eu sou tendencioso para falar dos chás da Evah, mas acho que são incríveis.

Este parece ser o ponto ideal para mim. 

Vou consumir café mais como uma experiência e um momento com os amigos ou com a namorada.

Eu não sou um guru e certamente não estou concluindo que o café não é saudável ou não pode fazer parte de uma rotina diária normal. 

Existem fito nutrientes e benefícios do café. É maravilhoso. 

Só, estou dizendo que com meu atual estilo de vida intenso, eu estava colocando muitos estimulantes em meu corpo tentando alcançar certo resultado. 

Meu desafio para você é passar 30 dias sem café e ver o que você percebe. 

Pode não haver diferença, mas pode haver algumas coisas que você aprende. 

Você é um indivíduo único e a única maneira de descobrir sua própria saúde é por meio de testes. 

Agora é sua vez. Quando foi a última vez que você passou dias sem cafeína? Comente abaixo. Vou adorar saber mais sobre você.

saraiva autor info

Gustavo Saraiva

É empreendedor digital, investidor e cofundador do Doutor Multas, sócio do Âmbito Jurídico e sócio da Evah. É colunista do UOL, JUS, Icarros e escreve para dezenas de portais, revistas e jornais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *