Resumo do Livro Comece pelo porquê por Simon Sinek

Comece pelo porquê é um livro baseado na primeira palestra TEDx do Simon Sinek em 2009.

Esta palestra é agora a terceira palestra TED mais assistida de todos os tempos com mais de 25 milhões de visualizações

O livro Comece pelo porquê explica como podemos criar um negócio de longo prazo focando continuamente no “porquê” criamos nosso negócio. 

Eu conheci o trabalho do Simon Sinek através do Rodrigo, meu sócio. Ele me enviou a palestra dele no TED.

Eu gostei muito, então comprei todos os livros dele.

TED Comece pelo porquê
TED do Simon Sinek em 2009

Clique aqui para assistir a palestra no TED.

Comece pelo porquê abrange tudo o que você precisa saber sobre como criar uma organização que coloque seus valores no centro de seus negócios.

Eu e o Rodrigo pensamos muito e nos baseamos no livro para pensar no porquê da Doutor Multas. E, pensar dessa forma fez a nossa empresa crescer.

O conceito central é simples e direto: grandes empresas sabem por que estão fazendo o que estão fazendo – e usam essa missão como princípio orientador.

Dado esse objetivo, Comece pelo porquê cobre três aspectos:

1) definir seu PORQUÊ,

2) compreender como seu PORQUÊ afeta sua empresa em todos os níveis

3) certificar-se de que você se mantenha focado em seu PORQUÊ a longo prazo.

Definindo o porquê através do livro Comece pelo porquê

Comece pelo porquê: Como grandes líderes inspiram pessoas e equipes a agir por [Simon Sinek]
Livro Comece pelo porquê por Simon Sinek

Seu PORQUÊ é sua crença central. É o conceito que o motiva a sair da cama pela manhã.

Em termos de organização, é a razão pela qual você está no negócio.

O PORQUÊ leva ao COMO e O QUE:

O PORQUÊ: Esta é a visão da sua empresa. É a motivação por trás de seu serviço ou produto. É a missão que você defende.

O COMO: O COMO são os passos práticos que você precisa realizar para alcançar o seu PORQUÊ. O COMO é o conhecimento prático e operacional que dá vida à visão.

O QUÊ: O QUÊ é o produto ou serviço que você vende. É a parte tangível da sua empresa e também a mais fácil de identificar.

Como exemplo, Simon Sinek usa a empresa de tecnologia Apple:

POR QUE: Nós pensamos de forma diferente. Queremos desafiar o status quo.

COMO: Fazemos isso criando produtos fáceis de usar, elegantes e bem projetados.

O QUÊ: E acontece que criamos computadores como nossos produtos.

Descubra o Círculo Dourado

circulo-dourado-plano-de-negocios-cj-comunicacao-consultoria - CJ  Comunicação e Consultoria
Descubra o Círculo Dourado

Comece pelo porquê fornece esses três elementos que formam o Círculo Dourado.

O Círculo Dourado se parece com um alvo, onde o PORQUÊ é o alvo, o COMO é o anel do meio e O QUE é o anel externo.

Quando você começa com PORQUE, você constrói a mensagem da sua empresa de dentro para fora.

Como resultado, os clientes desejam se envolver com seu produto porque acreditam nele.

Eles se tornam leais a você e à sua empresa, o que constrói sua marca e divulga sua mensagem.

Não comece com O QUÊ

Infelizmente, a maioria das empresas não começa com PORQUÊ. Começar com o PORQUÊ é difícil. Envolve muita introspecção, inspiração, visão e clareza.

Em vez disso, a maioria das empresas começa com O QUÊ. Por ser a camada mais superficial, é a mais fácil de identificar e comunicar.

Como um experimento mental, considere Tom, um homem saindo para um encontro. Quando ele se senta, ele começa com seu O QUÊ:

“Eu sou uma pessoa de muito sucesso. Eu tenho um BMW e meus melhores amigos são todos CEOs ou modelos. Eu sou rico e posso comprar muitas coisas boas para você.”

Obviamente, Tom parece desagradável, o tipo de pessoa que não teria um segundo encontro. Surpreendentemente, as empresas se comunicam exatamente assim:

“Nosso produto tem as melhores características. Nossos clientes são as maiores empresas do mundo. Estamos ganhando muito dinheiro, e você também deve comprar nosso produto. ”

Mas os clientes não compram O QUÊ – eles compram o PORQUÊ. Pense em Tom começando com PORQUÊ:

“O que me tira da cama todas as manhãs é causar um impacto nas pessoas ao resolver seus problemas. É a melhor sensação do mundo. Também tenho muita sorte de ter sucesso na carreira fazendo o que amo. Eu conheci muitas pessoas interessantes e tenho a sorte de poder comprar coisas legais. ”

Inspiração versus manipulação

Como começar com PORQUÊ é difícil e a maioria das empresas recorre a manipulações para vender um produto.

Manipulações são táticas que influenciam artificialmente os clientes a comprar de sua empresa ou usar seus serviços. Eles incluem preço, promoção, medo, aspiração, pressão dos pares e novidade.

As manipulações funcionam, mas são apenas soluções de curto prazo. Eles não vão criar clientes fiéis. Só a inspiração pode fazer isso.

A inspiração acontece quando uma empresa compartilha seu PORQUÊ. Nesse ponto, a empresa não está vendendo um produto – está vendendo uma ideia.

Como resultado, as comunicações da empresa são autênticas: a empresa acredita em sua mensagem que chega aos clientes. Os clientes que compartilham o mesmo PORQUE são atraídos pela empresa e, quando o produto é bom, ele estabelece confiança. Isso, por sua vez, atrai mais clientes e cria um ciclo de sucesso.

Empresas notáveis ​​que se concentram em usar seu PORQUÊ para inspirar incluem Apple, Southwest Airlines e Harley Davidson.

Inspirando sua equipe

Comece pelo porquê diz que grandes líderes criam culturas empresariais fortes, nas quais todos trabalham em direção ao mesmo objetivo. Eles inspiram os funcionários a acreditar e buscar o PORQUÊ em vez de O QUÊ.

Uma equipe inspirada mostra muitos benefícios, incluindo:

Criando espaço para inovação.

Quando os funcionários entendem o PORQUÊ da empresa, eles sentem um desafio pessoal de explorar novas maneiras de dar vida ao PORQUÊ.

Steve Jobs não construiu pessoalmente o Mac ou o iPod, mas deu à sua talentosa equipe o contexto para inovar e explorar as opções para dar vida ao PORQUÊ.

Persistindo por meio do fracasso e do trabalho árduo.

Quando os funcionários têm um senso claro de PORQUE, eles são mais propensos a abraçar e superar o fracasso.

O fracasso se torna um passo no caminho para a meta, em vez de um revés catastrófico.

Revoluciona a perspectiva dos funcionários sobre seus empregos. Os funcionários começam a ver até mesmo suas tarefas menos favoritas como necessárias para alcançar seu PORQUÊ.

Confie na equipe

Pessoas inspiradas percebem que todos – desde o CEO até o funcionário mais iniciante – precisam uns dos outros para alcançar seu objetivo comum.

Os funcionários estão menos focados em ganho próprio, mas em vez disso, fazem o que é melhor para a missão e a organização como um todo.

Confie na liderança

Funcionários inspirados se sentem protegidos em suas empresas e por seus líderes, porque sentem que a liderança toma decisões a serviço de um propósito maior, em vez de seu próprio ganho. Isso dá aos funcionários a confiança para assumir riscos, explorar, ser criativos e impulsionar a empresa.

Construir uma organização baseada na confiança começa com o processo de contratação. Quando você tem um PORQUÊ forte, pode encontrar funcionários que também são apaixonados por sua missão.

O truque para construir uma tribo com base na inspiração é olhar além do currículo. Não basta contratar pessoas qualificadas que você precisa motivar. Em vez disso, contrate pessoas motivadas que acreditam em seu PORQUÊ e inspire-as.

O PORQUÊ deve afetar tudo o que você faz

Para descobrir o PORQUÊ, dê um passo para trás e examine a motivação por trás do que você faz.

É mais do que apenas ter lucro (ou pelo menos deveria ser). É a visão grande e ousada que motiva sua empresa.

Depois de saber o PORQUÊ, você pode começar a se concentrar em compartilhá-lo de forma eficaz com o mundo.

Megafone do Círculo Dourado

O Círculo Dourado não é realmente plano como um alvo normal. Em vez disso, é um cone tridimensional.

No topo do cone está o PORQUÊ.

O PORQUÊ é o anel mais estreito e mais curto e é o lar dos principais líderes da organização. Eles são os únicos responsáveis ​​por criar e compartilhar o PORQUÊ.

O anel do meio do cone é o COMO. Esses são os líderes de nível superior que descobrem como executar o PORQUÊ.

O anel inferior – e maior – do cone é O QUÊ. Inclui todos os funcionários responsáveis ​​por interagir com os clientes, vender produtos e serviços e fabricar mercadorias.

Para ter um PORQUÊ forte, cada anel da empresa precisa estar alinhado com a visão orientadora da organização. Os líderes no anel PORQUÊ precisam compartilhar o PORQUÊ claramente com aqueles no anel COMO.

Os COMOS, então, certificam-se de que os O QUÊS são capazes de compartilhar a mensagem da organização com todos os outros.

Isso cria o megafone do Círculo Dourado, que amplifica sua mensagem de uma forma que inspira a todos.

Seu negócio passa no teste do aipo?

Um dos conceitos legais que aprendi com o Comece pelo porquê é que você, também, deve ser capaz de usar o PORQUÊ como um filtro para tomar boas decisões. É aí que entra o teste do aipo.

Digamos que você esteja em um jantar e todos estejam lhe dando conselhos, dizendo para você comprar produtos como Oreos, aipo e M & Ms.

Os que dão conselhos são pessoas bem-sucedidas, inteligentes e confiáveis ​​que desejam que você compre coisas que o ajudem a ter sucesso. Mas se você sair e comprar tudo o que eles mandam, você:

a) desperdiça dinheiro

b) compra produtos que podem não ser adequados para sua empresa. .

Mas, quando você tem um POR QUÊ forte, pode tomar decisões com base nessa ideia.

Se o seu PORQUÊ é ser saudável e comer alimentos saudáveis, você sabe que comprar Oreos e M & Ms não é certo para você. Mas o aipo está alinhado com sua missão, então você deveria obtê-lo.

Em essência, o teste do Aipo atua como um filtro para reduzir todas as opções possíveis em apenas algumas que suportam seu PORQUÊ.

Em última análise, o teste do aipo faz três coisas para uma empresa:

  • Fornece uma orientação para a tomada de decisões, o que ajuda os líderes a tomarem melhores decisões com mais rapidez.
  • Garante que cada ação da empresa apoie seu PORQUÊ.
  • Gera confiança nos clientes, pois eles podem contar sempre com a empresa para se manterem fiéis à sua visão.

Focar no PORQUÊ faz diferença

Criar um PORQUÊ para uma empresa ou organização requer um líder visionário e inspirador. Pense em Steve Jobs, Bill Gates e Sam Walton. Esses líderes são os que proporcionam a paixão e a motivação para o negócio, especialmente no seu início.

Mas um dos problemas centrais em começar com o PORQUÊ é que isso leva ao sucesso. À medida que uma empresa cresce, esse líder inspirador se torna cada vez mais distante dos aspectos diários do O QUÊ da empresa.

Quando isso acontece, a empresa pode perder de vista o PORQUÊ.

A divisão pode acabar com uma empresa

Comece pelo porquê fala que quando uma empresa de sucesso se transforma de uma organização PORQUÊ para uma organização O QUÊ, isso é chamado de “divisão”.

Isso acontece quando a liderança de uma empresa passa a se concentrar muito em métricas mensuráveis, como o crescimento financeiro. De repente, a organização está se concentrando no O QUÊ, não no PORQUÊ.

E, quando isso acontece, as empresas estagnam. Exemplos de empresas que passaram pela divisão incluem Microsoft, AOL e Walmart.

Mas a divisão não precisa acontecer.

Aqui estão as estratégias para manter o foco no PORQUÊ:

  • Certifique-se de que o PORQUÊ desça de cima para baixo para manter todos os funcionários focados no objetivo final.
  • Meça as métricas que contam. Quando você está focado em suas crenças e as usa para medir seu sucesso, sua empresa continuará a começar com PORQUÊ.
  • Certifique-se de que sua empresa esteja preparada para fazer a transição da liderança para pessoas que apoiem ​​o PORQUÊ tão fortemente quanto a liderança atual. Mesmo os líderes mais visionários não podem liderar para sempre.

Vale a pena ler o livro Comece pelo porquê de Simon Sinek?

Sim, acredito que vale muito a pena. O conceito de começar com o porquê se aplica a todas as empresas no sentido mais amplo. 

Serviços, e-commerce, países e até carreiras profissionais podem se beneficiar de um entendimento bem desenvolvido do porquê de seus negócios.

Esse livro somado a ferramentas como o Qulture Rocks, nos ajudou a ter uma equipe engajada e todos focados no mesmo propósito de transformar a vida dos motoristas.

Acredito que por isso, hoje, temos um dos maiores NPS do Brasil e estamos como ótimo no Reclame AQUI.

5 grandes lições que eu aprendi com o livro Comece pelo porquê

  1. Seu PORQUÊ é o seu propósito, causa ou crença.
  2. Cada líder e organização inspiradora, independentemente do tamanho ou indústria, começa com o PORQUÊ.
  3. As pessoas não compram O QUÊ você faz, elas compram o PORQUÊ você faz.
  4. Saber nosso PORQUÊ é essencial para o sucesso duradouro e a capacidade de evitar ser confundido com os outros.
  5. Quando seu PORQUÊ fica confuso, fica muito mais difícil manter o crescimento, a lealdade e a inspiração que ajudaram a impulsionar seu sucesso original.

Você já leu o livro Comece pelo porquê? Me conte nos comentários se você gostou do tema e do meu resumo 🙂

saraiva autor info

Gustavo Saraiva

É empreendedor digital, investidor e cofundador do Doutor Multas, sócio do Âmbito Jurídico e sócio da Evah. É colunista do UOL, JUS, Icarros e escreve para dezenas de portais, revistas e jornais.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *