Resumo do livro Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo por Elizabeth Gilbert

Hoje você vai ter acesso ao meu resumo do livro Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo da querida autora Elizabeth Gilbert.

Estou fascinado pelo tema da criatividade e como posso me permitir ser mais criativo e esse livro me trouxe ótimos insights e aprendizados, veio na hora certa (sincronicidade). 

livro Grande Magia - Vida Criativa Sem Medo da autora Elizabeth Gilbert
Livro Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo

O livro Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo nos encoraja a viver uma vida mais criativa e começa por definir a criatividade como “A relação entre o ser humano e os mistérios da inspiração” e é dividido em 6 partes:

  • Coragem
  • Encantamento
  • Permissão
  • Persistência
  • Confiar
  • Divindade

Cheguei até o livro Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo através da recomendação da Julia Cameron, outra autora fantástica que escreveu “O Caminho do Artista”, livro que me ajudou a me desbloquear.

Filme Comer, rezar e amar
Filme Comer, rezar e amar

Se você ainda não está familiarizado com a Elizabeth Gilbert, provavelmente já ouviu falar do filme estrelado pela Julia Roberts “Comer, rezar e amar” que foi feito baseado no seu livro de mesmo nome.

O seu livro “Comer, rezar e amar” vendeu mais de 10 milhões de cópias e é um grande best-seller, ficando 180 semanas na lista dos mais vendidos do New York Times.

foto Elizabeth Gilbert
Elizabeth Gilbert

Elizabeth Gilbert é uma romancista, ensaísta, contista, biógrafa e memorialista norte-americana.

E, no seu livro Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo, ela se aprofunda em seu próprio processo de criação para compartilhar sua sabedoria e perspectiva única sobre criatividade.

Com profunda empatia e generosidade radiante, ela oferece percepções incríveis sobre a natureza misteriosa da inspiração.

Ser criativo é viver uma vida que é impulsionada mais fortemente pela curiosidade do que pelo medo

Vamos começar essa jornada de criatividade?

Resumo da parte I do livro Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo: Coragem

Você precisa de coragem para trazer as joias que estão escondidas dentro de você.

A vida criativa é um caminho para os corajosos e não um caminho para os destemidos. 

Elizabeth não sugere matar o medo. Em vez disso, reconheça seu medo e abra espaço para ir em frente com ele.

Isso mesmo, a primeira lição para viver a vida criativa no livro Grande Magia é viver com o seu medo.

Seu medo sempre será desencadeado por sua criatividade, porque a criatividade pede que você entre em situações de resultados incertos, e o medo odeia resultados incertos.

Se você não consegue aprender a viajar confortavelmente junto com o seu medo, nunca poderá ir a nenhum lugar interessante ou fazer algo interessante.

Quanto menos luto contra meu medo, menos ele reage. Se eu consigo relaxar, o medo também relaxa
Frase de Elizabeth Gilbert

Quanto menos luto contra meu medo, menos ele reage. Se eu consigo relaxar, o medo também relaxa.

Elizabeth Gilbert Citação de Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo

Trazer nossos tesouros interiores à luz exige trabalho, fé, concentração, e coragem.

Resumo do livro Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo parte II: Encantamento

Esta parte é sobre como as ideias existem no planeta e estão em busca contínua de parceiros humanos para se materializarem. 

“As ideias não têm corpo material, mas têm consciência e, com certeza, vontade”

Elizabeth Gilbert Citação de Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo

Assim que encontrarem o parceiro humano disponível e disposto, ela tentará chamar a atenção.

Se você perder os sinais e a ideia perceber que você não está ciente da mensagem, ela seguirá em frente. 

Quando as ideias conseguem chamar sua atenção, você ainda tem a opção de aceitar ou rejeitar o trabalho com a ideia. 

Resumindo, o processo criativo é mágico.

Esteja pronto. Mantenha seus olhos abertos. Ouça. Siga sua curiosidade. Pergunte. Fareje ao redor. Continue aberto.
Elizabeth Gilbert citação de Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo

“Esteja pronto. Mantenha seus olhos abertos. Ouça. Siga sua curiosidade. Pergunte. Fareje ao redor. Continue aberto.”

Elizabeth Gilbert

Nesta seção, a autora também explica seu processo de como trabalhar a ideia por meio de um exemplo de um de seus romances (que ela não conseguiu completar). 

A autora também acredita que se você não consegue continuar trabalhando nisso, a ideia também sai de você em busca de outro ser humano disposto.

Com isso, aprendi um conceito bem interessante, chamado de descoberta múltipla, que é um termo da comunidade científica quando dois ou mais cientistas em diferentes partes do mundo têm a mesma ideia ao mesmo tempo.

Resumo do Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo parte III: Permissão

Uma vida criativa é fazer as suas próprias coisas e seguir o seu próprio caminho.

Se você está se sustentando financeiramente e não está incomodando ninguém, então você é livre para fazer o que quiser com sua vida.

Portanto, nunca peça permissão para fazer nada.

Apenas vá fazer coisas.

Use sua criatividade para se satisfazer. Você não precisa pensar em ajudar os outros com sua criatividade.

Ela prefere que você crie sua arte para você, em vez de fazer para outras pessoas. Isso é libertador.

Você também não precisa ter credenciais de ensino superior para provar que tem criatividade dentro de você.

Muitos tentarão convencê-lo de que as artes pertencem apenas a uns poucos escolhidos, mas estão erradas e também são irritantes. 

Somos todos os poucos escolhidos. Somos todos criadores

Deixe as pessoas se apaixonarem por suas opiniões, assim como você e eu amamos as nossas.

Mas, nunca se iluda acreditando que precisa da bênção de outra pessoa (ou mesmo da compreensão dela) para realizar seu próprio trabalho criativo.

Afinal de contas, estamos todos relacionados, então haverá alguma repetição do instinto criativo.

Tudo nos lembra de algo.

Mas uma vez que você coloque sua própria expressão e paixão por trás de uma ideia, essa ideia passa a ser sua. 

Sim, sua ideia provavelmente já foi feita antes, mas nunca foi feita por você antes.

Além disso, pare de reclamar se quiser ter uma vida mais criativa.

4 Razões para parar de reclamar
4 Razões para parar de reclamar

4 Razões para parar de reclamar:

1 – É irritante. Todo artista que faz isso é chato

2 – Claro que é difícil criar coisas. Se não fosse difícil, todos estariam fazendo e não seria especial ou interessante

3 – Ninguém nunca ouve as reclamações de outra pessoa, porque estamos todos focados em nossas próprias vidas

4 – Você está assustando a inspiração

Resumo do Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo parte IV: Persistência

Uma regra simples de vida é que tudo o que você praticar, você vai melhorar. 

Elizabeth compartilha seus padrões emocionais de criatividade que ela reconheceu devido à sua disciplina de prática da escrita diária. 

Ela começaria a perder o ânimo por um projeto dentro de algumas semanas e começaria a temer não ser capaz de concluí-lo ou a receber críticas negativas, mesmo que fosse concluído.

Esses medos são reações humanas completamente naturais à interação com o desconhecido. 

Para superar isso, você precisa confiar em sua inspiração e criatividade.

"Você não deve sobrecarregar sua criatividade com a responsabilidade de pagar por sua vida. As demandas financeiras podem colocar muita pressão nas iguarias da inspiração. Quando a criatividade falha nas finanças, muitas pessoas desistem de criar." Elizabeth Gilbert
Frase de Elizabeth Gilbert

“Você não deve sobrecarregar sua criatividade com a responsabilidade de pagar por sua vida. As demandas financeiras podem colocar muita pressão nas iguarias da inspiração. Quando a criatividade falha nas finanças, muitas pessoas desistem de criar.

Elizabeth Gilbert Citação de Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo

Você deve estar disposto a correr riscos se quiser viver uma existência criativa.

Mas, se você vai jogar, saiba que você está jogando.

Certifique-se de que você pode realmente cobrir suas apostas, tanto emocional quanto financeiramente.

Um dos conceitos que aprendi e quero levar para a minha vida é de que não há segurança no emprego na criatividade e nunca haverá.

Ficar com uma dívida enorme para se tornar um criador, então, pode tornar um estresse e um fardo de algo que deveria apenas ter sido uma grande alegria.

Ela viu muitas pessoas que forçaram sua arte a ser responsável pelo pagamento de suas contas, o que estraga sua criatividade e pode levar à desistência.

Mantenha fontes alternativas de renda para manter sua criatividade livre e segura, e para que, quando a inspiração não estiver fluindo, você possa dar-lhe espaço e tempo.

Resumo do Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo, parte V: confiança

Ser criativo certamente não é uma jornada tranquila. 

A maioria das pessoas ama sua criatividade, mas ao mesmo tempo duvida se sua criatividade também os ama de volta. 

Muitos também dão um passo adiante e começam a acreditar que todo desconforto e sofrimento emocional vem junto. 

Eles começam a acreditar em “Sem sangue, sem glória”.

Não confiar em nada além do sofrimento é um caminho perigoso. 

Ainda assim, muitos artistas foram ensinados a confiar na escuridão.

Muitos artistas acabam acreditando no vício de drogas ou álcool apenas porque é mais fácil ficar viciado do que se comprometer de todo o coração com o seu ofício.

Confie na sua criatividade. Confie na sua curiosidade.
Confie na sua criatividade. Confie na sua curiosidade.

Em vez disso, confie na sua criatividade. Confie na sua curiosidade. Diga sim às pequenas pistas de curiosidade que você nota ao seu redor. 

Isso pode levar à sua grande magia, que você pode não ver chegando no início. Ao colocar sua criação aberta ao mundo, tenha a maior confiança nela. 

A confiança feroz não tem a ver com o resultado. Não se trata de ter certeza do sucesso.

A confiança feroz tem a ver com saber que você é digno, independentemente do resultado.

É sobre confiar em seu processo criativo, mesmo quando você não entende o resultado.

Quando for por amor à arte e não pelos resultados dela, você continuará fazendo de qualquer maneira.

 Feito é melhor do que perfeito.
Feito é melhor do que perfeito.

Lembre-se de que feito é melhor do que perfeito.

Não pergunte o que você faria se soubesse que não poderia falhar, ao invés pergunte:

  • O que você faria mesmo se soubesse que poderia muito bem fracassar?
  • O que você adora fazer tanto que as palavras fracasso e sucesso se tornam essencialmente irrelevantes?
  • O que você ama ainda mais do que ama seu próprio ego?

Resumo do Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo, parte VI: Divindade

A seção final deste livro tem uma história de Bali sobre a criatividade na dança balinesa e como ela evoluiu de uma apresentação ritual em um templo para uma dança moderna refinada realizada em resorts e a nova sensação de liberdade transformou ainda mais a dança em algo magnífico.

Aprendi que a criatividade é sagrada e não é.

O que fazemos é muito importante, mas também não importa nada.

Só quando estamos em nosso estado mais brincalhão é que a divindade finalmente pode ficar séria conosco.

Pode parecer jogo de palavras, mas não é. 

Por fim, para fazer uma resenha do livro Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo, ele é composto por vários contos.

Essas histórias ainda levam a uma conclusão significativa sobre como viver uma vida criativa.

Considerações finais

O livro mostra maneiras de lidar com seus medos e lhe dará a coragem de que você precisa para prosseguir em sua jornada criativa. 

Este livro também inspira alguém a encontrar algum tempo para fazer algo que você realmente gosta de fazer. 

E, o mais importante, apenas pela razão de você gostar de fazer isso e não pelo sucesso financeiro ou não para que outros o aceitem. 

Grande Magia – Vida Criativa Sem Medo é dizer sim à sua curiosidade.

Fique ocupado e continue se interessando por seus interesses, porque a inspiração sempre será atraída por quem está produzindo.

Portanto, mais do que perseguir a criatividade como sua carreira profissional, este livro irá inspirá-lo a viver uma vida movida pela curiosidade e não pelo medo.

Basicamente, continue perseguindo suas curiosidades e fazendo o trabalho independentemente do resultado. 

Isso é essencialmente o que tenho feito e é a minha ideia com esse blog.

Eu só preciso me concentrar em produzir meus conteúdos, melhorar e refinar minha arte.

Você já leu esse livro? Me conte nos comentários se você gostou do tema e do meu resumo 🙂

saraiva autor info

Gustavo Saraiva

É empreendedor digital, investidor e cofundador do Doutor Multas, sócio do Âmbito Jurídico e sócio da Evah. É colunista do UOL, JUS, Icarros e escreve para dezenas de portais, revistas e jornais.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *