Naming: o que é e qual é a sua importância?

O nome de uma marca é mais importante do que muitas pessoas imaginam. Para muitos consumidores, o nome de uma marca também influencia no processo de decisão de uma compra. Por isso, o naming é essencial para o sucesso de um negócio.

Isso porque o nome da marca é parte da sua identidade e influencia diretamente em como as pessoas percebem essa empresa. Logo, é importante levar em consideração diversos fatores antes de escolher o nome de uma empresa e também traçar estratégias para que o melhor nome seja escolhido. Parece trabalhoso, mas vale a pena.

E você? Quer saber mais sobre o que é naming e por que ele é importante na hora de escolher um nome para o seu negócio? Preparamos um artigo sobre o tema. Continue a leitura!

O que é naming?

Primeiramente, é necessário esclarecer o que é naming. A tradução dessa palavra da língua inglesa é nomear. Mas o naming é muito mais que o simples ato de dar nome às coisas. É um conjunto de estratégias e técnicas que visam criar os melhores nomes para empresas, produtos e serviços.

E não pense que o nome não faz diferença, pois faz e muita. O nome certo traz valor a uma marca, faz com que as pessoas se lembrem de um produto e, em alguns casos, o nome pode virar até metonímia de um produto. Afinal, ninguém fala hastes flexíveis, goma de mascar ou refrigerante à base de cola, certo? Muito melhor falar Cotonete, chiclete e Coca-Cola.

Porém, do mesmo jeito que o nome certo pode elevar uma empresa ao sucesso, o nome errado também pode afundar a reputação de uma companhia, fazendo com que ela se torne alvo de piadas e memes. E mesmo oferecendo um serviço de qualidade, pode acabar sendo preterida pelos clientes.

Um bom naming é o primeiro passo para a criação de uma empresa de sucesso. É a identidade verbal de uma marca e deve levar em consideração os valores que a marca deseja transmitir. Precisa estar relacionado com a marca e ser simples e fácil de ser lido e decorado.

Muitos acreditam que para que um nome seja bom para uma empresa, precisa ser marcante e isso nem sempre é verdade. Nem todo nome marcante é bom. Para que uma empresa tenha um bom nome é importante que ele consiga transmitir os valores e o posicionamento de uma marca.

Por que o naming é importante?

Como já foi dito, o naming de uma empresa é muito mais que escolher uma palavra aleatória para ser o nome de uma marca e pronto. É preciso que ele siga uma série de técnicas e estratégias, porque o nome de uma empresa é a identidade verbal da marca, é como ela vai ser conhecida e isso tem uma importância enorme.

Todo mundo já ouviu o ditado que diz que a primeira impressão é a que fica, não é? Com o naming funciona basicamente assim, pois vai ser a primeira impressão que o cliente vai ter da marca e é o que vai fazer com que os consumidores lembrem-se dela.

O naming, quando leva em consideração fatores como os valores que a marca quer transmitir, quais são os seus diferenciais e o público que deseja alcançar, consegue elaborar estratégias para conseguir nomear essa marca de uma maneira que ela se destaque entre a concorrência.

O que levar em consideração antes de nomear um negócio?

Dar nome a uma marca pode parecer uma tarefa simples para muitas pessoas, mas a verdade é que é mais complicado do que muitos imaginam. Não é só escolher um nome engraçado, bonitinho ou marcante, existem várias questões que devem ser ponderadas antes de escolher o nome de uma empresa ou produto. Veja a seguir:

Relação com a empresa

Um bom nome deve ter relação com a marca e com a imagem que ela deseja transmitir. Por exemplo, uma empresa que deseja transmitir uma imagem mais séria deve evitar nomes com trocadilhos e até mesmo erros de ortografia propositais. Isso soa como desleixo e até mesmo falta de profissionalismo.

Vale destacar que ter relação com a empresa não significa necessariamente ser óbvio na hora de escolher o nome. Um restaurante que pertence a um homem chamado José não precisa se chamar “Restaurante do Zé”. Muito óbvio. Seja original.

Relação com o consumidor

Um erro muito comum é não levar em consideração o consumidor na hora de escolher um nome. É o consumidor que vai ter uma relação com o produto, que vai se lembrar do nome da marca na hora de fazer uma compra, não dá para deixá-lo de lado.

Sonoridade

Também é muito importante levar em consideração a sonoridade na hora de escolher o nome de uma empresa ou produto. Nomes com sonoridade mais simples tendem a ser mais fáceis de serem lembrados. Além disso, as pessoas precisam saber pronunciar o nome. Cuidado com as palavras de línguas estrangeiras.

saraiva autor info

Gustavo Saraiva

É empreendedor digital, investidor e cofundador do Doutor Multas, sócio do Âmbito Jurídico e sócio da Evah. É colunista do UOL, JUS, Icarros e escreve para dezenas de portais, revistas e jornais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.